Terça-feira, 21 de Março de 2006

Poemas: Luisabela Coutinho

Solidão sofrida

Viajo só... perdida no infinito!
Flutuando numa vasta imensidão...
Prendendo todo o meu espírito,
Numa fria e obscura solidão.

Quebro as barreiras do pensamento...
Vagueando...desconhecendo o fim...
Deixando meu coração num tormento,
Invadindo o mais profundo de mim.

Sombras, que trazem sofrimento...
Amarguras, no meu peito sentidas,
Devorando um sólido sentimento
Vivido em escassas horas perdidas.

Luisabela Coutinho
publicado por Equipa SAPO às 20:55
link do post | favorito
|

.Uma página do

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Revista ler

. Afinal, o que importa não...

. Poemas: Auros Fontes

. Poemas: Virgínia Gomes

. Poemas: Naia Marques

. Poemas: Filipe M.

. Poemas: Dias Miguel

. Poemas (Anónimo)

. Poemas: Luisabela Coutinh...

. Mais poemas amanhã

.arquivos

. Julho 2012

. Março 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Aqui Vamos Nós

. Calendário de desfiles

.Links: poesia do séc. XX

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds